Você já se imaginou  largar a vida sedentária (no significado mais amplo da palavra), fazer um projeto colaborativo envolvendo um fotolivro, subir numa bicicleta e sair pelo Brasil retratando toda a importância dessa prática, o ciclismo como tema de um documentário em fotos, videos textos.  Tudo isso pois além de ser um lazer, é um dos transportes mais populares do país.
O fotógrafo Felipe Baenninger está fazendo isso. De 2012 pra cá mais de 16 mil quilômetros percorridos no que se pode dizer metade do caminho, ainda lhe falta Tocantins, Goias e todo o nordeste. Após um mês no estado paraense não está surpreendido com a quantidade de bicicletas que tomam as cidades e vilarejos pelo vasto estado.

“É um estado plano, que sempre teve acesso as bicicletas desde devido seu caráter fluvial mercantil. O que chega na Amazônia chegava por aqui. Está no berço das cidades e continua escondida na simplicidade e na vida ativa que leva os cidadões papa-xibé”

 

Se estiver em Belém e quer conhecer mais deste trabalho? Próxima quarta, 15/04, ele estará na Ciclor compartilhando um pedaço dessa aventura, às 19h. De grátis.
— em Ciclor